Mais resultados

Generic selectors
Somente correspondências exatas
Pesquisar no título
Pesquisar no conteúdo
Post Type Selectors
post

Em que se transformou o serviço de transporte individual de passageiros no Carnaval de Salvador?

img_6585
A imagem revela que a clandestinidade tomou conta do transporte individual de passageiros sem medo de represálias – Fotos: Divulgação

 

Se esta pergunta for feita à justiça baiana, muito provavelmente, a resposta será que cabe à Secretaria de Mobilidade de Salvador (SEMOB) respondê-la. Ou ainda poderão responder que a justiça baiana foi provocada a interver numa questão social que envolve o direito de milhares de trabalhadores exercerem uma profissão e que o foco não era a mobilidade das pessoas durante a folia.

 

Tudo bem. Seriam respostas aceitáveis não fosse a preocupante situação que se mostrou após a liminar ter sido concedida a favor dos motoristas da Uber.

 

As regiões de acesso aos circuitos da folia se transformaram num caos com tantos veículos particulares oferecendo transporte de passageiros. Foi impossível a prefeitura saber quem era Uber, porque todos os motoristas se diziam ser “uberistas”.

 

clandestino-negociando-1
O flagrante comprova o aliciamento de passageiros e a negociação fora do App

 

clandestino-negociando
Aqui os passageiros combinam a corrida com o clandestino

 

O que se viu durante o Carnaval e se acompanha de lá pra cá é um serviço de transporte individual de passageiros sem regras e sem segurança ao usuário. As queixas só fazem aumentar.

 

Argumentos favoráveis ao aplicativo caíram por terra, provando que táxi e Uber são a mesma coisa e que não é possível fiscalizar um serviço que não seja regulamentado pela prefeitura.

 

Os “uberistas” fizeram fila para pegar passageiros, negociaram corridas fora do App, transitaram pelos corredores exclusivos para táxis e ônibus com adesivos comprados de moradores da região. Foi um Carnaval de “suruba” no transporte, valia de tudo.

 

fila-de-clandestino-comercio
Os defensores falam que os motoristas da Uber só pegam passageiros pelo aplicativo, porém a fila mostra o contrário

 

Outro fato que prova que a Uber está pouco se importando com a segurança dos passageiros, foi o cadastro de veículos e distribuição de adesivos da empresa a céu aberto, numa tenda montada na entrada do Vale dos Rios durante a folia.

 

img_6571
Aí está a segurança que o cidadão merece, pelo menos para a Uber. Bem parecida com a vistoria que o táxi passa realizada pelo Inmetro
img_6579
Tenda montada no Vale dos Rios

 

Quem são estes motoristas cadastrados? Como estão as condições de segurança dos seus veículos?

 

Não há como responder a essas perguntas, nem a própria empresa conseguiria.

 

Com a palavra, o Tribunal de Justiça da Bahia.

 

 

(Visitas totais 66)

Compartilhe

2 respostas

  1. Muito bom.que se pronuncie a nossa justiça. Pois Salvador voltou a ser infelismente a do passado.

    1. Prezado Odeôncio, boa tarde.

      Desculpe-nos pela demora em aprovar seu comentário, estávamos com dificuldade para acessar a adm do site.

      Att,

      Equipe Ei, Táxi

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se em nossa Lista de Transmissão

Siga nossas Redes Sociais

Siga nossas Redes Sociais