Mais resultados

Generic selectors
Somente correspondências exatas
Pesquisar no título
Pesquisar no conteúdo
Post Type Selectors
post

Mudanças no regulamento de Salvador ajudarão taxistas e setor automotivo

img_7256
Da esq. p/ dir.: Cledson Nogueira, Antônio César, Marcelo Tavares e o gerente de vendas diretas da Eurovia Nissan, Wilson Borges – Foto: Ei, Táxi

 

A Coordenação de Táxi e Transportes Especiais de Salvador (Cotae) passará a ser flexível sobre exigências do novo Regulamento Operacional do Serviço de Transporte Individual de Passageiros por Táxi – SETAX. Duas alterações serão fundamentais para o mercado: a aceitação de veículos com uma capacidade menor de porta-malas para o táxi comum; e a principal mudança, a permissão de pequenas variações na cor branca da carroceria do veículo, admitindo-se uma proximidade cromática à cor branco sólido.

 

O Decreto nº 27.095 de 14 de março de 2016, sancionado pelo prefeito ACM Neto, veio para suprir uma demanda de décadas no sistema de táxi, em Salvador. O Art. 25 que traz as especificações mínimas de táxis convencionais (comuns), fala no inciso VIII sobre a “capacidade mínima de porta-malas em 290 litros, não computado o volume ocupado pelos cilindros de GNV, se for o caso”. A partir de agora, serão aceitos veículos com menor capacidade de porta-malas, desde que não sejam instalados cilindros de GNV. A medida atenderá a uma demanda de veículos ratchs disponíveis no mercado, mas que com o novo regulamento estavam impedidos de serem adicionados ao sistema de táxi. São veículos que apesar de perderem espaço para bagagens, possuem um valor de mercado mais em conta. O que ajudará, bastante, àqueles profissionais que pensam em trocar o carro, mas não podem assumir uma prestação maior.

 

Sobre a identidade visual do táxi de Salvador, tradicionalmente identificado pela cor branco sólido na carroceria do veículo, o novo entendimento da equipe de coordenação, aceitando uma proximidade cromática à cor tradicional, viabilizará mais negociações no setor de venda de veículos para táxis e permitirá que novidades do setor automotivo possam atender ao taxista que deseja um veículo diferenciado.

 

A “sacada” de implementar essas novidades no setor de táxi e ajudar o mercado de venda de veículos na capital baiana partiu de Marcelo Tavares, coordenador da Cotae, Antônio César Ramos, chefe de programação visual e Cledson Nogueira, chefe de vistorias, que avaliaram a necessidade e oportunidade momentânea do segmento de táxi. “Nós já vínhamos estudando algumas alterações que pudessem impactar no mercado, especialmente pra ajudar a categoria a enfrentar esses novos desafios. Acreditamos que essas pequenas mudanças já trarão um resultado significativo num curto prazo”, destacou o trio em conjunto.

 

(Visitas totais 194)

Compartilhe

4 respostas

  1. Nesse caso a Spin Active poderá entrar no sistema sem precisar auterar a cor ?
    Por gentileza me tire essa dúvida !

    1. Prezado Netinho da Bahia,
      Esse é o objetivo, não só a Spin Active como também outros modelos de outras marcas.
      Obrigado pela sua participação!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se em nossa Lista de Transmissão

Siga nossas Redes Sociais

Siga nossas Redes Sociais