Mais resultados

Generic selectors
Somente correspondências exatas
Pesquisar no título
Pesquisar no conteúdo
Post Type Selectors
post

Editorial: É possível quebrar paradigmas que envolvem milhares de interesses?

Se esta pergunta for feita a Paulo Silva, taxista, carioca, fundador da Ordem dos Taxistas do Brasil, a resposta será um sonoro sim. Paulo não só acredita na quebra de padrões como enxerga o modelo proposto pela OTB como o ideal para o segmento de táxi. Obviamente que ele sabe o tamanho da luta que tem pela frente, afinal de contas estamos falando em mexer com o interesse de milhares de permissionários de táxis, Brasil afora. Sem falar que o serviço de táxi está ligado ao poder municipal, daí imagina-se o interesse político nesse tema.

 

O Ei, Táxi abriu as páginas para que a Ordem dos Taxistas do Brasil pudesse colocar pra fora as suas ideias. Conversamos com Paulo Silva, um taxista que conhece muito sobre a sua profissão e vive, diariamente, expondo suas reflexões pelos grupos de WhatsApp. É possível acabar com o controle de alvarás por parte da prefeitura? Como superar as barreiras empresariais que estão por trás de milhares de alvarás, pelo país? Como fazer pra conscientizar o taxista sobre os seus direitos e deveres? São perguntas como estas que ele tenta esclarecer ao leitor. Como o Ei, Táxi é o jornal dos taxistas, nada mais apropriado que trazer esse assunto para ser discutido com a categoria.

 

Mudando de assunto, vamos falar sobre a carreata de táxis convocada pela Associação Metropolitana dos Taxistas (AMT), no último dia 13, que levou dezenas de táxis às ruas e, como se imaginava, engarrafamento e descontentamento das pessoas que viram o seu dia sendo atrapalhado. O presidente da associação creditou a manifestação como apoio à prefeitura. Fez política, tentou sair bem na foto, mas se esqueceu do cidadão e castigou-o, deixando o trânsito engarrafado. Não precisamos fazer muita força na memória para lembrar que, nas eleições municipais de 2012, o presidente da AMT defendia a legenda do PCdoB e escrachava o prefeito de Salvador, ACM Neto. Hoje, levado ao PMDB, pelo secretário de mobilidade da capital, Fábio Mota, o senhor Valdeilson transformou-se num verdadeiro cabo eleitoral do prefeito. O rapaz não só rasga elogios ao executivo municipal como também virou o mascote da Semob, quando se trata de divulgar algo para os taxistas. A articulação tem sido tão grande que a mídia não especializada tem sido induzida a propagar, novamente, o presidente da AMT como o principal representante da categoria, o que sabemos não ser. O que a política não faz, hein?

 

Nesta edição, apresentamos também a Associação Geral dos Taxistas (AGT), recentemente fundada com o objetivo de tornar-se mais uma voz ativa dentre a categoria.

 

Isenções fiscais, você sabe como conseguir as suas? Pois é, trouxemos todas as informações de como o taxista deve proceder para obter as isenções de IPI, IOF, ICMS e IPVA. Um verdadeiro passo a passo.

 

Sobre a Região Metropolitana, Lauro de Freitas finaliza o seu processo de recadastramento de permissionários de táxis bem como anuncia reajuste ainda para 2016. Ficaremos atentos às promessas do prefeito, Márcio Paiva (PP), na expectativa de que sejam concretizadas.

 

Boa leitura!

(Visitas totais 19)

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se em nossa Lista de Transmissão

Siga nossas Redes Sociais

Siga nossas Redes Sociais