Mais resultados

Generic selectors
Somente correspondências exatas
Pesquisar no título
Pesquisar no conteúdo
Post Type Selectors
post

Transporte Clandestino no Aeroporto de Salvador: Um Perigo Ignorado

transporte clandestno no aeroporto de salvador (800 × 445 px) (11)
Motoristas clandestinos estacionam os veículos em locais proibidos e vão aliciar os passageiros na saída do desembarque, oferecendo o transporte ilegal como se fossem de plataformas digitais ou se tivessem autorização para realizar o transporte turístico - Foto: Divulgação

Os passageiros que desembarcam no aeroporto de Salvador enfrentam diariamente a presença preocupante do transporte clandestino, uma realidade que persiste sem medidas efetivas por parte das autoridades. Os taxistas, indignados com a atuação ilegal, denunciam a falta de fiscalização por parte dos órgãos públicos.

Reginald Cohim, taxista com uma história marcada pelo enfrentamento ao transporte clandestino na capital baiana, compartilhou suas preocupações, destacando o quão perigosa a situação se tornou tanto para os profissionais quanto para os passageiros, especialmente os turistas estrangeiros.

É um mangue! A fiscalização do sistema de transporte do aeroporto de Salvador está entregue às baratas, é uma vergonha nacional para o prefeito Bruno Reis. É preciso trocar toda a fiscalização do aeroporto, da Transalvador e da Cotae, pois são viciados. Apenas um agente da noite é atuante, o Bitencourt, com ele não tem moleza!

Questionado sobre possíveis soluções e se já havia buscado a Secretaria de Mobilidade de Salvador, Cohim relatou um quadro desolador: “Eu participei de uma reunião com o secretário Fabrizzio Muller, lá na Semob, recentemente, e quando abordei o assunto, ele me respondeu que é um problema complexo, que tem em todo aeroporto, ou seja, ele reconhece que o município não tem capacidade pra resolver esse problema.

Cohim, que atua como taxista há mais de 30 anos, destacou que a única gestão que tomou providências contra o transporte clandestino foi a de João Henrique Carneiro, entre 2005 e 2012, mediante a formalização de convênio entre prefeitura e governo estadual, possibilitando a atuação conjunta da Polícia Militar e agentes de trânsito. Entretanto, após a gestão de ACM Neto, o problema ressurgiu e se agravou.

No aeroporto tem de tudo, carros e vans clandestinos, quem sabe ônibus clandestinos e até táxi fura a fila, que são aqueles ‘taxeiros’, que não respeitam os colegas que aguardam os passageiros na fila do táxi comum.”, disse.

transporte clandestno no aeroporto de salvador 2(800 × 445 px) (11)
Durante o dia ou durante à noite, o infrator zomba das leis, das autoridades e do cidadão de bem. Esse é o Brasil, o país da impunidade! – Fotos: Divulgação

Outro questionamento que o taxista faz é em relação ao à falta de posicionamento do Ministério Público da Bahia (MP-Ba), que mostra-se indiferente diante da questão. “Da mesma forma é o Ministério Público da Bahia, omisso, finge que não tem nada a ver com isso, aliás, nem sei o que eles fazem, custam um absurdo para os cofres públicos e não vemos trabalho algum desse povo. Não é possível que estejamos clamando por uma solução há décadas e ninguém tem capacidade de resolver. O que falta nessa terra é gente séria, compromissada com o voto que recebeu do povo e com o salário que recebe com os impostos pagos pelo cidadão.”

Em outubro, nos dias 5 e 30, ocorrem brigas entre motoristas clandestinos e taxistas. Cenas que têm se tornado frequentes no local. “Também virou comum briga aqui no aeroporto. Os clandestinos passam pela gente e zombam da nossa cara, dizem que vão continuar, que é isso mesmo e ainda dão risadas. Aí, como ninguém é de ferro pra suportar tanta humilhação, o clima esquenta e acaba acontecendo brigas. Inclusive, eles brigam entre eles, disputando passageiros, um bando de selvagens.

O Tribunal de Justiça da Bahia decidiu pela procedência da Lei Municipal nº 9.107/2016, que permite a fiscalização e autuação de proprietários que operam transporte irregular de passageiros. Contudo, a falta de ações efetivas e o descaso das autoridades mantêm o ambiente propício para a atuação clandestina.

Os taxistas do aeroporto não sabem mais a quem pedir socorro, estão cansados com o descaso. O transporte clandestino impera no terminal e as autoridades não resolvem o problema.

A reportagem questiona as autoridades municipais, estaduais e o Ministério Público da Bahia sobre o descaso com o transporte clandestino no aeroporto de Salvador, um local internacional que opera 24 horas e recebe turistas de diversas partes do mundo. O aumento do fluxo durante o verão torna ainda mais urgente uma fiscalização efetiva para garantir a segurança de taxistas e passageiros.

Espera-se que as autoridades compreendam a seriedade da situação e tomem medidas concretas para coibir o transporte clandestino, garantindo que os taxistas, que contribuem significativamente para o município e o aeroporto, possam exercer suas atividades de maneira legal e segura. O espaço está aberto para as respostas do prefeito Bruno Reis, do governador Jerônimo, e do Ministério Público da Bahia diante dos questionamentos apresentados pelos taxistas.

(Visitas totais 3.469)

Compartilhe

22 respostas

  1. Tem taxista no desembarque internacional com carro sem bandeira de táxi e sem taxímetro. Se dizem de cooperativa e cobram por uma tabela que ninguém vê antes do embarque. Uma corrida do hotel ao aeroporto custa R$30 e no mesmo trajeto saindo do aeroporto o malandro cobrou R$64 por uma tabela sabe-se lá criada por quem. Só pilantra pegando os incautos.

  2. Inédito! A Bahia, a maior cidade turística do Brasil, recebe os visitantes com UBER (OU QUALQUER OUTRO TRANSPORTE DE APLICATIVOS) E TAXI PIRATAS!

    CUIDADO TURISTA AO CHEGAR NO AEROPORTO DE SALVADOR OU NA RODOVIÁRIA!
    VOCÊ PODE SER ASSALTADO OU SEQUESTRADO!

    As duas autoridades principais NÃO CONSEGUEM AGIR E ACABAR COM OS PIRATAS!

    Antes de pegar um taxi ou uber ou indrive ou qualquer outro aplicativo de mobilidade de verdade procurem a direção ou presidência do aeroporto e peça PROTEÇÃO!

    A prefeitura e o governo do estado NÃO CONSEGUEM RESOLVER!

  3. Bom dia!

    Cohin tem que se respeitar ao levantar a falsa informação que nós donos de vans dizendo que somos clandestinos. Nós temos até bem mais autorização a fornecer o serviço de transporte que eles taxistas, cito como exemplo o serviço de saindo de outros municípios para Salvador como Mata de São João x aeroporto que por tanto usam essa prática constante e o cidadão no aeroporto tem o direito de escolher com quem quer grupos grandes que um serviço de Van eles brigam querendo colocar em 4 ou mais carros
    Na maioria das somos ME ao invés de MEI,
    temos AGERBA, licença do turismo dentre outras legalidades e o Sr ainda tem a coragem de ficar pregando passando informações mentirosas que somos clandestino.

    1. São e ladrões.
      Onde a honestidade ali. Vejo eles cobrando os mesmos valores dos táxis. Onde os carros na maioria são sucateados.
      Não pagam nada e tem os mesmo direitos dos conveniados. Me poupe!

    2. Impressionante a cara de pau deste que coloca como dono de Vans, indignado por ser colocado na condição de clandestinos.
      Como se intitula a prática de ofertar um serviço no saguão do Aeroporto, sem estar credenciado a este para tal prática?
      Me Poupe, querendo pagar de correto.
      Existem outras empresas de Turismo que pagam para estar no Aeroporto e estes ficam no saguão o dia inteiro, aliciando passageiros na CLANDESTINIDADE.

  4. Os Clandestinos são pessoas que foram expulsas pelas plataformas de aplicativos, são desonestos, burlaram os aplicativos e ainda sem educação. Tem que procurar outra coisa para fazer ao invés de agredir pessoas que são honestas e cadastradas pelas plataformas, ainda denigre a imagem dos motoristas de app.

    1. Faço das palavras do colega acima ( Diogo ). as minhas.
      São honestos 3 porque estão na clandestinidade . Foram expulsos das plataformas de app.
      Falam dos valores do táxi e os deles.
      Cobram $50 por pessoas pra rodoviária. As vezes vão até c 5 pessoas , fazendo super lotação.

      1. O aeroporto de Salvador é cheio de clandestinos mesmo, eu viajo o Brasil todo e nunca vi um absurdo desse. Os clandestinos q se diz UBER ficam disputando com os taxistas das cooperativas, isso sem falar nos q ficam dentro do aeroporto..

      2. Boa noite,se vcs taxistas não fossem tão careiros,não existiriam estes tipos de transporte…

  5. Contas e cometas cobram caro, alegando q pagam impostos abusivos no aeroporto, mais quem paga esses impostos são os clientes, pagando corridas caras e absurdas, exemplo aeroporto x barra, eles cobram 213, reais, já fui várias vezes c os clandestinos de 70 ou 80 reais

    1. Esse Reginaldo Cohim é Problemático os Taxistas não gostam dele pois ele não foi Autorizado a falar em nome da Categoria, existe sim uma fiscalização no Aeroporto Sim, todos os veículos estacionados irregular são Notificados, a equipe de Agentes lotados no Aeroporto fiscaliza muito bem no turno da manhã, inclusive ainda tem uma equipe da Semob que faz Abordagem no local. Está declaração irresponsável e mentirosa do Cohim não condiz com o Comportamento dos Agentes de Trânsito.

  6. Todos tem um direito de ir e vim e escolher o transporte q irá pegar já peguei o clandestino é recomendo a qualquer um são atenciosos e gentil diferente dos taxistas que cobra caro ir é grosseiro.

    1. Cohim é um Mentiroso Contumaz, além da nossa Fiscalização com nossos Agentes de Trânsito, nós temos instaladas Câmaras de Monitoramento no Local, só não podemos é Ceifar o Direito de Ir e Vir das pessoas.

      1. Câmeras que não funcionam.
        Está pra quem quiser ver a bagunça no aeroporto.
        Os clandestinos abordam sinalizando que são Uber Black. Quando o cliente mostra o valor no app. Eles mando pedi por lá ou quando a corrida e próxima eles mandas pedi pelo app.

  7. Um total descaso, desrespeito total, eu mesmo já tive vários embate com alguns deles um por duas vzs me chamaram pra vias de fatos, e fica a pergunta: vou pra cima ou me acovardo diante isso????
    Já q quem tem o poder não se pronuncia, estou clamando pra SEMOB. Polícia militar GETAXI, pra quem for de direto ajude-nos.

      1. Já peguei e pego várias vezes são pais de famílias e muitas das vezes mais gentios e educados do que os taxistas

      2. O poder publico em geral e um descaso total se for alguma coisa que acrescente verbas ou fama eles são presentes do contrário não estão nem aí a exemplo da defensoria pública serve para nada verdadeiro cabide de emprego

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se em nossa Lista de Transmissão

Siga nossas Redes Sociais

Siga nossas Redes Sociais