Mais resultados

Generic selectors
Somente correspondências exatas
Pesquisar no título
Pesquisar no conteúdo
Post Type Selectors
post

Taxi Mobi de Salvador rebate matéria do Ei Táxi, mas novas revelações sustentam que o App foi realmente encerrado

Em seguida à publicação da matéria “Após um ano e oito meses, aplicativo Taxi Mobi chega ao fim em Salvador”, nesta quarta-feira (2), uma nota, assinada pela Equipe Taxi Mobi, foi publicada em grupos de WhatsApp de taxistas rebatendo a informação do Ei Táxi. De acordo com a nota, o aplicativo não teve a sua operação encerrada, mas suspensa temporariamente. Apesar da “Nota de Esclarecimento” falar em “suspensão temporária” e justificar a medida por causa da pandemia e de prováveis cobranças da Original Software, o Gerente Comercial da plataforma revela que não houve cobrança e houve sim um pedido para “despublicar o App e fechar a plataforma”. Também surpreso com os fatos, gestor da COTAE afirma que foi informado sobre a paralisação do aplicativo pelo executivo da Original.

Após matéria publicada nesta quarta-feira (Veja Aqui), os representantes do aplicativo Taxi Mobi manifestaram-se publicamente através de nota “postada” em grupos de WhatsApp, dando conta de que a informação apresentada pelo Ei Táxi não estaria correta uma vez que o que foi solicitado pela União Táxi à Original Software foi a “suspensão temporária” e não o encerramento das atividades do aplicativo. “No dia 25/11/2020 encaminhamos e-mail à Original solicitando a SUSPENSÃO TEMPORÁRIA do projeto”, começa a nota.

Ainda segundo a nota do Taxi Mobi, os motivos que levaram à tomada de decisão teriam sido, principalmente, a pandemia, mas também por estarem sendo “cobrados” pela Original para que se posicionassem, tendo em vista que teriam que remunerar a empresa que cedeu a plataforma. “…estávamos sendo cobrados por eles para nos posicionarmos tendo em vista à necessidade de remunerá-los pelo sistema; Em meio à pandemia e às dificuldades que nós e tantas outras empresas estamos enfrentando e diante de alguns percalços que se apresentaram antes mesmo de todo esse processo chegar à Bahia, tivemos que nos voltar para nossas rádios para garantir nossa sobrevivência no mercado”.

O Ei Táxi ouviu, mais uma vez, o Gerente Comercial da Original Software, Alexandre Bürgel, que explicou que “não é uma suspensão, a Denise pediu para despublicar os aplicativos das lojas e fechar a plataforma”. Bürgel também revelou que em nenhum momento a Original fez cobrança por pagamento da plataforma. “Em nenhum momento cobrei eles de pagamento”. Ele relatou que, o que houve foi um e-mail dele, buscando informações sobre os próximos passos do Taxi Mobi, já que a pior fase da pandemia havia passado e com a reabertura do comércio e a proximidade das eleições, seria necessário que os gestores do Taxi Mobi se posicionassem a respeito do futuro do projeto. Além disso, diferentemente de cobrança, o executivo da Original se colocou à disposição para ajudar e deixou claro que ainda acreditava no projeto.

Passada a fase mais aguda da pandemia e ainda convivendo com as consequências da paralização que afetou o mundo do táxi em todo o mundo, precisamos tratar do TAXI MOBI. Estou ciente do esforço de cada um, e de todos juntos, para levar o projeto à frente, mas até hoje não temos nada de concreto. Preciso que comuniquem formalmente o que será deste aplicativo. Eu pessoalmente ainda acredito e entrando novo(s) prefeito(s) podemos abrir novos canais. O que podemos fazer, além de tudo o que já foi feito, técnica e politicamente para ajudar? No aguardo da manifestação de todos”, esse foi o e-mail de Alexandre Bürgel aos gestores do Taxi Mobi.

Também surpreso com os fatos, está Clemilton Almeida, chefe da Coordenação de Táxi e Transportes Especiais de Salvador (COTAE). Clemilton contou ao Ei Táxi que até o momento não houve qualquer comunicado oficial da Equipe Taxi Mobi ao órgão. “Taxi Mobi nem comunicou nada pra COTAE, nem pra SEMOB, até onde sei, em relação a isso. Eu fui surpreendido também, assim como todos. Eu acho uma ferramenta necessária, é a saída que se tem pra amenizar os efeitos dos aplicativos. Jorge da Use Táxi me avisou que o rapaz da Original iria falar. Eu fiquei sabendo pelo rapaz da Original e pela matéria do Ei Táxi”, explicou Clemilton.

O que se revela em seguida à primeira matéria publicada pelo Ei Táxi, demonstra que não havia despesas com a plataforma, nem muito menos prováveis cobranças. O que houve, foi um procedimento adequado quando se faz negócios: um parceiro pede que o outro se posicione a respeito dos próximos passos, colocando-se à disposição e afirmando que ainda aposta no projeto. Ou seja, foi um simples “Olá, como estão? Quais são as novidades? Como faremos daqui pra frente? Como posso ajudar?”, só que formalmente, registrado por e-mail.

Portanto, “fechar” a plataforma é o mesmo que “terminar, concluir, encerrar”, ou seja, finalizar. Ademais, quem tentar baixar o App nas lojas de aplicativos, não conseguirá porque o Taxi Mobi está despublicado realmente.

(Visitas totais 168)

Compartilhe

3 respostas

  1. Olá
    Gostaria que o Ei taxi investiga-se o porque de o Taxi Mobe ter ganho três concorrencia na Prefeitura e ter sido desclassificado segundo o pessoal da União Taxi . A Prefeitura não deveria se pronunciar sobre esse ocorrido?????

  2. Eu gostaria sinceramente que desse este assunto como encerrado, pois o nosso objetivo e desejo sempre foi o êxito do Táxi Mobi e qualquer projeto semelhante. Qualquer desdobramento além do fato, não é saudável para o segmento do táxi. Apenas uma correção no texto Ei, Táxi é que sim haveria cobrança por parte da Original Software em algum momento, mas que sempre foi postergado (decisão nossa) por todas as dificuldades já relatadas pelos gestores da União Táxi ao longo do projeto. Reitero o compromisso dos gestores da União Táxi com o projeto e acho válido ouvi-los, pois o Táxi Mobi nasceu genuinamente para ajudar os Taxistas.

  3. Acredito muito no Projeto TaxiMob, porém também é preciso que a prefeitura também se apresente e ajude de forma clara, como por exemplo em todos grandes eventos divulgações, apoio nas redes sociais, busdour, rádios afinal táxis é um transporte público e de grande utilidade, que a muitos anos está esquecido e desprezado pelos poderes públicos diante do aparecimento dos aplicativos de carros particulares que por sinal segue sem nenhum tipo de regulação, fiscalização ou pagamentos de taxas e impostos pelo qual o táxis se submete e mais operam livremente podendo cobrar valores quaisquer sem limites também pelo qual o táxis se submete. O TaxiMob veio para melhorar a situação do taxista mais também é preciso a conscientização do mesmo e empenho pelo aplicativo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se em nossa Lista de Transmissão

Siga nossas Redes Sociais

Siga nossas Redes Sociais