Mais resultados

Generic selectors
Somente correspondências exatas
Pesquisar no título
Pesquisar no conteúdo
Post Type Selectors
post

Lentidão no INSS tem prejudicado a categoria

Taxistas que procuram o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para solicitar a emissão do documento de identificação de Atividades do Filiado, exigido para regularização do veículo, têm esbarrado na lentidão e burocracia do órgão. Esse é o caso do taxista Marcelo Amorim (A-6615) que aguarda o item há mais de um mês. O documento, que é solicitado através do site do Instituto, não tem previsão para liberação. “Tive em três postos do INSS e não consegui […] Eles só pedem para aguardar”, lamenta Marcelo.

Devido ao atraso, o profissional diz que terá um prejuízo de, aproximadamente, R$ 280,00. “Esse problema está causando sérios transtornos, pois venceu o prazo […] São R$ 248,00 da transferência de propriedade do veículo no DETRAN, R$ 48,00 de multa na Cotae, mais a perda de 5 pontos na carteira”, explica.

Marcelo diz que não é o único taxista a ter esse problema. Durante a sua jornada em busca de uma resolução, encontrou diversos profissionais com a mesma dificuldade.

Estimasse que o INSS tenha um déficit de mais de 20 mil servidores, em razão de aposentadorias de técnicos e analistas do seguro social, o que tem causado a lentidão nos procedimentos.

A reportagem do Ei, Táxi tentou contato com o INSS para saber a posição do órgão, mas não foi atendido até o fechamento da edição.

(Visitas totais 91)

Compartilhe

Uma resposta

  1. P/Quem só uza o alvará p/ troca de veículo e. Ótimo p/ nós Trabalhadores e um guerra do jeito Que vae os verdadeiros Taxista vão acabar p/ falta de incentivo p/ táxi os carros particulares e as camionetes do Barão estão concorrendo c/ nós no Gaz .
    Edson Morais. ESPLANADA,Ba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se em nossa Lista de Transmissão

Siga nossas Redes Sociais

Siga nossas Redes Sociais