Mais resultados

Generic selectors
Somente correspondências exatas
Pesquisar no título
Pesquisar no conteúdo
Post Type Selectors
post

Investigação do MP-BA avança e complica a sua situação de Denis Paim em plena campanha política; taxista diz ser vítima de perseguição e esperar que tudo seja investigado

Denis Paim e Armando Yokoshiro
Segundo o site BNews, a Promotora teria dito que o novo gestor da Cotae, Armando Yokoshiro, na foto com Denis Paim, também estaria envolvido - Foto: Divulgação

Após notícia de que o Ministério Público da Bahia (MP-BA) está investigando o processo de transferência do alvará de táxi de Denis Paim, sua situação se complica e ele diz ser vítima de perseguição e esperar que tudo seja investigado. Fatos trazidos pela matéria do BNews sobre a situação do taxista, que parte para uma campanha política, será uma pedra no sapato. Além dele, possivelmente funcionários da Secretaria de Mobilidade Urbana de Salvador (Semob) também terão dores de cabeça nos próximos dias. Caso de fraude seria o motivo da suspensão das transferências, conforme matéria. Ei Táxi tentou buscar mais informações com a Promotora de Justiça, Rita Tourinho, e com a Semob, mas até o fechamento desta matéria não obteve as respostas solicitadas.

No último dia 12, uma matéria publicada pelo site BNews “MP-BA realiza investigação criminal sobre transferências de alvarás de táxis com participação de agentes da Semob” trouxe à tona que o Ministério Público da Bahia (MP-BA) está, sim, investigando o processo de transferência de alvará de táxi de Denis Paim, presidente, licenciado, da Associação Geral dos Taxistas (AGT) e candidato e Deputado Federal pela Bahia, pelo Partido Progressista (PP).

Segundo a publicação, o MP-BA estaria realizando uma investigação criminal com objetivo de apurar graves denúncias envolvendo um esquema de falsificação na transferência de alvarás de táxis em Salvador. À frente do caso, a Promotora de Justiça, Rita Tourinho, do Grupo de Atuação Especial de Defesa do Patrimônio Público e da Moralidade Administrativa (GEPAM) do MP-BA, teria dito, à reportagem, que haveria provas do envolvimento de Denis Paim e de servidores da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), no crime.

“Tivemos recentemente um problema que envolveu um suposto candidato a deputado, suplente de vereador, Adenilson [Denis Paim]. Ele fez o processo de transferência de alvará todo com documentação falsa. Ele tem documento falso e ele mesmo pediu autenticação”, teria dito Tourinho à reportagem do BNews.

Ainda na entrevista ao site, a Promotora teria informado que tem provas da acusação e alertou para a participação de agentes da Secretaria: “O processo dele [Denis] tem irregularidade que ele praticou, e que temos como provar. E não é só ele, pois tem agentes também. Tem participação de agentes da Semob nas irregularidades dessas transferências”. Questionada pela reportagem, do BNews, a promotora teria confirmado que Armando Yokoshiro, novo gestor da Coordenação de Táxi e Transportes Especiais (Cotae), seria um dos envolvidos.

Ao Ei Táxi, Denis Paim contou que entrou com o pedido de transferência no mês de outubro e em dezembro se deparou com inúmeras dificuldades. “O processo original tem mais de cem páginas. Houve várias tentativas da secretaria em regularizar a minha situação, mas foi barrado por conta da coordenação que lá estava. Não quiseram renovar o meu protocolo e por conta disso começou a perseguição à minha pessoa, várias multas foram aplicadas e meu veículo foi apreendido. Eles falam que o alvará de inventário não pode ser transferido, mas vários já foram transferidos, só porque é o meu não pode”.

A respeito da acusação de falsificação de documentos, o taxista disse que recebeu a informação de que tem documento falso no cartório, mas que tem a consciência limpa e que nada deve. “Recebi a informação de que tem documento falso no cartório, mas eu tenho a consciência limpa de que nada devo. Estou aguardando o posicionamento do MP e da Semob, porque entreguei toda a documentação exigida e depois esse documento falso apareceu. Eu não tenho conhecimento sobre todos os documentos pois não sou despachante e nem perito pra descobrir se existe algum documento falso. Mas eu tenho certeza que isso irá acabar o mais rápido possível, porque eu não tenho o que temer. Que seja investigado, minha vida é um livro aberto. Quem tiver errado que seja punido, mas de forma democrática, porque eu venho sendo prejudicado. Eu repudio a matéria do Bnews”, concluiu Denis.

Questionada pelo BNews se a Semob havia sido notificada, Rita Tourinho teria confirmado que a pasta já tinha ciência, que o gestor [Fabrizzio Muller] estaria colaborando com as investigações e que havia suspendido as transferências de alvarás. “Está colaborando e suspendeu as transferências”, teria dito a Promotora. Apesar desta informação, Denis Paim tem divulgado em grupos de WhatsApp que o motivo da suspensão das transferências seriam irregularidades em outros processos.

Ao site BNews, Armando Yokoshiro teria dito que tem conhecimento do caso, mas não teria informações para dar à reportagem “eu sei que tem, eu fui chamado no Ministério Público. Esse processo é antes de mim, não tenho informação para dar. E não estava na frente do processo”. Questionado se, então, não teria envolvimento, Yokoshiro teria respondido: “Não tô negando nada, tô dizendo que não tenho conhecimento”.

Segundo a reportagem, a Semob teria enviado uma nota afirmando que “é um procedimento investigatório do Ministério Público relacionado a uma transferência de titularidade de alvará de táxi, em que alguns servidores do setor de Coordenação de Transportes Especiais (COTAE) estão sendo ouvidos. A Secretaria não tem mais detalhes sobre o processo”.

O Ei Táxi entrou em contato o Ministério Público da Bahia e com a Secretaria de Mobilidade Urbana para confirmar as informações e fazer outros questionamentos, mas não obteve resposta até o fechamento desta matéria.

Com informações do BNews

(Visitas totais 313)

Compartilhe

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se em nossa Lista de Transmissão

Siga nossas Redes Sociais

Siga nossas Redes Sociais