Mais resultados

Generic selectors
Somente correspondências exatas
Pesquisar no título
Pesquisar no conteúdo
Post Type Selectors
post

Taxistas de cooperativas querem voltar ao “meio fio”, em Camaçari

Permissionários vinculados às Cooperativas de Táxis Especiais da cidade de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), fundadas após a implantação do Polo Industrial da cidade, em 1978, com o objetivo de atender a demanda das empresas, querem voltar a circular como “táxi de meio fio” e poder atender passageiros em pontos da cidade. Em conversa com a redação do Ei, Táxi, Adailton dos Santos (Fone Táxi), Edson Fernandes (Disk Táxi) e José Pereira (Polo Táxi), informaram que, diante da crise, não é mais viável aos profissionais prestar serviço às empresas.

 

O problema é que a Prefeitura Municipal não permite a troca de modalidade, alegando não haver pontos de táxi para absorvê-los. A ação do órgão descumpre o termo de compromisso firmado entre os taxistas e a Superintendência de Trânsito e Transporte da cidade (STT), que determina que o permissionário do transporte de táxi especial, “caso seja oriundo do “táxi de meio fio” e queira retornar, solicitará seu afastamento da cooperativa e solicitará da STT seu retorno ao meio fio”.

 

Sobre a alegação de não haver pontos para absorvê-los, os taxistas informam que há a necessidade de criação. “A orla de Camaçari precisa de pontos de táxi para atender a população”, comentou Edson Fernandes.

 

Em contato com representantes da STT, fomos informados que a situação está sendo avaliada. A nossa redação entrou em contato novamente para obter uma resposta mais aprofundada, mas não foi atendida.

(Visitas totais 95)

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se em nossa Lista de Transmissão

Siga nossas Redes Sociais

Siga nossas Redes Sociais