Mais resultados

Generic selectors
Somente correspondências exatas
Pesquisar no título
Pesquisar no conteúdo
Post Type Selectors
post

Taxista inadimplente com a Desenbahia precisa entrar em contato com entidade que intermediou financiamento; 1º de novembro é o prazo para renegociação

A Desenbahia enviou a entidades de classe, nesta quarta-feira (23), a lista dos taxistas aptos a solicitarem a suspensão dos contratos de financiamento do Protáxi por causa da crise instaurada devido à pandemia do novo coronavírus. Gestores de caixinhas de seguro, associações, cooperativas e sindicatos estão sendo obrigados a contatarem os taxistas para que o pedido de renegociação possa ser enviado à Desenbahia através da instituição. Taxistas precisam entrar em contato com quem intermediou a contratação do financiamento, pois o prazo de adesão se encerra dia 1º de novembro.

Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia) enviou para as entidades que representam a categoria diante da Agência, a lista constando os nomes dos taxistas que possuem contratos em atraso e estão suscetíveis a solicitarem a suspensão do pagamento das parcelas do financiamento do veículo, contratado através do Programa de Renovação da Frota de Táxis (Protáxi) por causa da pandemia provocada pela Covid-19. Conforme o banco de fomento do Estado havia informado, estão contemplados nesta possibilidade aqueles contratos que estavam em dia até 15 de março de 2020.

De posse da lista, os responsáveis por caixinhas de seguro, associações, cooperativas e sindicatos estão tentando falar com seus antigos associados para que eles tomem ciência do assunto e possam resolver suas pendências. O problema é que muitos taxistas mudaram o número de celular e não estão sendo localizados. A lista, que traz os nomes dos clientes [taxistas] que estão em débito com a Agência, mas podem aderir à campanha de renegociação, relaciona o taxista à instituição em que o profissional fazia parte no momento de contratação do financiamento do veículo.

Os titulares dos contratos em atraso precisam ficar atentos ao prazo de encerramento desta campanha de renegociação que é o dia 1º de novembro próximo. Segundo informações apuradas pelo Ei Táxi, quem perder o prazo começará a ser cobrado a partir de janeiro de 2021 e poderá ter o contrato negativado nos órgãos de proteção ao crédito.

SAIBA MAIS

– É possível solicitar a suspensão do contrato até dezembro de 2020;

– Serão contemplados aqueles contratos que estavam em dia até 15 de março de 2020.

– Taxistas inadimplentes até 15 março, poderão participar de uma rodada de negociação para regularizarem o contrato e em seguida, poderem solicitar a suspensão das próximas parcelas;

– Não há descontos para quem mantém o pagamento das parcelas em dia;

– Durante este período, não há cobrança de juros e multas, negativação ou busca e apreensão do veículo;

– Entidades de classe estão aptas a intermediarem novos contratos, ainda que possuam membros com débitos na Desenbahia;

– A solicitação pode ser feita por email ([email protected]), por telefone (71) 3103-1003 ou presencialmente, desde que agendado previamente. Taxistas acima de 50 anos terão prioridade em caso de atendimento presencial das 8h30 às 9h30;

– Taxistas precisam entrar em contato com a caixinha de seguro que intermediou a sua negociação;

– Todas as solicitações serão analisadas individualmente e acolhidas, dependendo da aprovação.

(Visitas totais 203)

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se em nossa Lista de Transmissão

Siga nossas Redes Sociais

Siga nossas Redes Sociais