Mais resultados

Generic selectors
Somente correspondências exatas
Pesquisar no título
Pesquisar no conteúdo
Post Type Selectors
post

Estupro de turista no Carnaval de 2015 continua sem solução

 

Amplamente divulgado pela mídia na ocasião, o caso da turista do Rio de Janeiro estuprada durante o Carnaval de 2015 completa um ano sem solução e ainda mancha a imagem da categoria. Na ocasião, a vítima denunciou o ato sexual sem consentimento e afirmou ter pertences roubados por um taxista após deixar o bairro de Ondina, no circuito do carnaval de Salvador, e retornar para Pernambués, onde estava hospedada. Ainda segundo ela, após dormir no táxi, acordou amarrada no banco do veículo no bairro de Piatã. O taxista a teria ameaçado com uma faca antes de praticar o estupro.

 

Um ano após o ocorrido, nada além do exposto à época é sabido atualmente.

 

A equipe do Ei, Táxi entrou em contato a Polícia Civil e a 12ª Delegacia Territorial, em Itapuã, que cuidou do caso, e foi informada que ainda não houve solução.

 

A situação indigna taxistas que se sentem prejudicados pelo estigma imposto à categoria pelo crime cometido. Um dos questionamentos feitos é a possibilidade do crime ter sido cometido  por um carro clandestino, já que durante a festa atuam livremente na capital.

 

O taxista Marcos Souza, alvará B – 4445, há mais de 20 anos na praça, lamenta a situação. “O delegado responsável pelo inquérito disse que tinha o número de alvará do acusado pelo estupro e até hoje isso não foi divulgado. Na minha opinião, a falta de resolução aponta para uma ação de um carro clandestino”, comentou indignado.

(Visitas totais 29)

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se em nossa Lista de Transmissão

Siga nossas Redes Sociais

Siga nossas Redes Sociais