Mais resultados

Generic selectors
Somente correspondências exatas
Pesquisar no título
Pesquisar no conteúdo
Post Type Selectors
post

Verão, crise dos aplicativos e retomada da economia propiciam melhorias para o setor de táxi

Turismo em Salvador
Turistas devem movimentar o setor de táxi em toda a Bahia durante o próximo verão

Por Daniel Júnior

Ao que tudo indica, o setor de táxi está prestes a encontrar um momento mais favorável nos próximos meses. Isso porque os principais concorrentes dos taxistas, os motoristas por aplicativos, estão em crise – provocada pelo baixo repasse financeiro das plataformas, valores esses que não comportam a demanda de gastos com manutenção e combustíveis.

Muitos desses motoristas estão abandonando os aplicativos e os consumidores estão com dificuldades para encontrar o serviço, optando pelo tradicional táxi, que continua nas ruas superando desafios.

Além disso, com o alto índice de vacinação e a redução do número de óbitos causados pela Covid-19, aos poucos a economia do país vai tomando fôlego. Sem esquecer, a chegada do verão, que, principalmente no Nordeste do Brasil, aumenta a movimentação, em torno dos patrimônios turísticos e naturais como praias, hotéis, parques, entre outros.

Nicolau, Taxista de Mata de São João na Bahia
Nicolau tem boas perspectivas para o próximo verão – Foto: Divulgação

O Ei, Táxi entrevistou o taxista Nicolau Alves de Carvalho (A-017), de 54 anos, que atua na cidade de Mata de São João, no Litoral Norte da Bahia, para saber como está o reaquecimento do setor e a preparação para este momento pós-pandemia, de crise das plataformas e de altas temperaturas.

Ei, Táxi – Você roda através de alguma cooperativa, empresa de rádio ou aplicativo?

Nicolau – Eu não sou afiliado a nenhuma cooperativa e também não rodo através de aplicativo. Tenho uma página, que é a www.taxinicolau.com.br.

Ei, Táxi – Qual é o seu foco de atuação?

Nicolau – O meu foco é mais nos turistas. Atendo principalmente os que ficam hospedados nas pousadas, nos resorts e condomínios.

Ei, Táxi – Você percebeu melhora de corridas?

Nicolau – Percebemos melhora, sim. Em comparação com o ano passado, tivemos um crescimento considerável de aproximadamente 50%. Estamos acreditando muito no Turismo interno, porque sabemos que as pessoas não vão viajar agora para outro país.

Ei, Táxi – O que você tem feito pra se diferenciar?

Nicolau – Eu tenho esforçado-me pra fidelizar o cliente. Primeiro, pela forma como eu me apresento, uniformizado, carro limpo, melhor atendimento possível e, sempre, trabalhando dentro dos padrões de segurança.

Ei, Táxi – Você adota algum protocolo de prevenção à covid-19?

Nicolau – Sim. Dentro do veículo tenho álcool gel 70%. Antes de o cliente entrar no táxi, eu pulverizo o carro todo e as malas deles antes de serem colocadas dento do veículo.

Ei, Táxi – Qual é o feedback que os seus clientes têm dado do seu serviço?

Nicolau – Elogios pelo atendimento, ambiente limpo e informações.

Ei, Táxi – Qual é a sua expectativa para o verão?

Nicolau – A minha expectativa é a melhor possível, acredito que será um momento de muitas solicitações de corrida. Já percebo isso agora, neste momento.

(Visitas totais 135)

Compartilhe

Respostas de 3

  1. Em BH, na Coopertaxi o nosso movimento também aumentou, antes da pandemia, o nosso volume de chamadas em fevereiro de 2020 foi de 120 corridas e no mês de agosto de 2021 já foram 140 mil e para setembro a previsão será mais de 150 mil corridas. Superando o período pré pandemia

    1. Excelente, Clauber!
      A Coopertaxi BH é um modelo a ser seguido por todos os taxistas do Brasil.
      Parabéns a todos envolvidos neste case de sucesso da Coopertaxi BH!!
      Obrigado pela sua participação!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se em nossa Lista de Transmissão

Siga nossas Redes Sociais

Siga nossas Redes Sociais