Mais resultados

Generic selectors
Somente correspondências exatas
Pesquisar no título
Pesquisar no conteúdo
Post Type Selectors
post

Taxistas da Frennataxi pedem apoio parlamentar para profissionais gaúchos atingidos pelas chuvas

taxistas membros da Frenataxi se reuniram em Brasília com o deputado federal Pedro Paulo (PSD-RJ) - Foto_Divulgação
Os taxistas membros da Frenataxi se reuniram em Brasília com o deputado federal Pedro Paulo (PSD-RJ) - Foto: Divulgação

Nesta quarta-feira (5), taxistas membros da FRENNATAXI se reuniram em Brasília com o deputado federal Pedro Paulo (PSD-RJ), presidente da Frente Parlamentar do Táxi no Congresso, para discutir um projeto que visa ajudar os taxistas do Rio Grande do Sul, recentemente afetados pelas fortes chuvas que devastaram a região. Os profissionais também visitaram o deputado Carlos Zarattini (PT-SP).

Os representantes da FRENNATAXI solicitaram que seja criado um projeto que possibilite aos taxistas gaúchos, que perderam seus veículos devido às chuvas, para alterar, excepcionalmente, a regra do prazo de dois anos de quarentena do subsídio da isenção do IPI. Atualmente, a legislação exige que os taxistas esperem dois anos antes de poderem adquirir um novo veículo com isenção do IPI, ou, alternativamente, paguem o imposto integralmente para trocar o carro antes desse prazo.

Denis Paim, presidente da Associação Geral dos Taxistas (AGT), explicou a situação crítica enfrentada pelos profissionais: “Conversamos tanto com o deputado Pedro Paulo como com o deputado Zarattini sobre a questão dos taxistas do Rio Grande do Sul que perderam seus veículos. Muitos taxistas nem completaram os dois anos desde a compra do veículo e, por causa disso, terão que esperar para vencer o IPI, ou pagar todo o IPI para conseguir trocar o carro antes do prazo”.

O deputado Pedro Paulo demonstrou solidariedade e compromisso com a causa dos taxistas gaúchos, destacando a importância de ajustar as exigências legais para situações excepcionais como essa. “Acabei de receber essa proposta aqui dos taxistas a partir da Frente Parlamentar do Táxi, que é a possibilidade da gente reduzir as exigências de quarentena na obtenção da renúncia do subsídio no IPI. A impossibilidade dele, por exemplo, trocar o veículo durante dois anos. Isso é uma regra nacional, vale para todos os estados, mas a gente tem que ter esse olhar especial ao Rio Grande do Sul. Imagina o taxista que fez o esforço para comprar o táxi e perdeu o táxi nessa tragédia, que o país inteiro acompanhou. Então, nós estamos pensando aqui como a gente pode incluir esse dispositivo [em algum projeto] para que a gente possa ajudar os nossos taxistas do Rio Grande do Sul. Esse é o nosso compromisso aqui, nós vamos discutir principalmente com os colegas deputados federais, acho que é uma causa que dificilmente vamos ter oposição, que é absolutamente justa e extraordinária para esse momento difícil que estão vivendo os taxistas lá no Rio Grande do Sul.”

Além da isenção do prazo de quarentena para a isenção do IPI, os taxistas também solicitaram a criação de algum auxílio específico para os motoristas gaúchos que foram atingidos pela tragédia, proporcionando um alívio imediato para aqueles que perderam sua principal fonte de renda.

A mobilização da FRENNATAXI em Brasília reflete o contínuo esforço da organização em buscar soluções legislativas que atendam às necessidades urgentes dos taxistas em todo o país, especialmente em momentos de crise.

(Visitas totais 243)

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se em nossa Lista de Transmissão

Siga nossas Redes Sociais

Siga nossas Redes Sociais