Mais resultados

Generic selectors
Somente correspondências exatas
Pesquisar no título
Pesquisar no conteúdo
Post Type Selectors
post

Os sabotadores da autoestima – Por Conrado Matos

Vamos entender um pouco a estrutura mental através de uma psicossíntese numa visão da psicanálise.  Freud trouxe uma estrutura mental sobre o Ego, id e superego. Onde estiver o ego, estará o id e uma instância, juiz, consciência autoritária que Freud deu o nome de superego. Por exemplo, quando o “eu” se encontra com baixa autoestima terá como seu maior sabotador, o superego. O superego por ser considerado um juiz cruel, o mesmo passa a culpar, criticar e humilhar o “eu”. É aquela voz que fica na tua mente dizendo: você não é de nada, deu vacilo, falou besteira na reunião, não tem competência, foi traído, passando pensamentos negativos dia e noite para lhe desequilibrar. O superego se torna um autosabotador perigoso e severo da estrutura mental. Compreendeu?

A pessoa com baixa autoestima não dorme bem porque o sentimento de culpa e a ansiedade se tornam os maiores vilões da estrutura mental. O id também passa a interferir de forma sintomática por se tratar de um elemento instintivo, libidinal, energia psíquica que quer gozar em qualquer lugar. O id se torna um elemento mundano, não mede e não rejeita prazer. Pode na situação do id sem rédea, descontrolado, o corpo começar a sentir dor. O que denominamos de sintomas psicossomáticos, entre mente e corpo.

Já que o “eu” se encontra com baixa autoestima, com falta de confiança e inseguro, a tendência é ser levado pelas cargas instintivas do id. Freud dizia que o eu é um cavaleiro que domina o cavalo. Esse cavalo que Freud se refere é o id que tem que ser conduzido e controlado pelo eu. O “eu” no fraquejo da autoestima, não consegue comandar o id e nem o superego. Na angústia do ego, Freud fala: pobre ego sendo esmagado pelo superego. Freud chegou a abordar em uma das suas obras.

Portanto, uma pessoa com baixa autoestima poderá sofrer de fobias, pânicos, fobia social, timidez, sudorese, um suar excessivo, lábios ressecados, quando estão expostas diante do público e nos encontros, por se sentirem incapazes e ridicularizadas diante das demais pessoas. Pense nisso e procure cuidar da sua baixa autoestima. Orientação psicoterapeuta é sempre bom.

Conrado Matos - Psicanalista

 

 

 

 

Conrado Matos

Psicanalista, Poeta, Escritor e Filósofo

(Visitas totais 447)

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se em nossa Lista de Transmissão

Siga nossas Redes Sociais

Siga nossas Redes Sociais