Mais resultados

Generic selectors
Somente correspondências exatas
Pesquisar no título
Pesquisar no conteúdo
Post Type Selectors
post

Mobilização de servidores fecha sede da Cotae novamente e penaliza taxistas em Salvador

Servidores fecham a Transalvador
A situação se repete na sede da Transalvador - Foto: Divulgação

A manhã desta quinta-feira (20) começou com mais uma paralisação dos servidores públicos da Transalvador, resultando no fechamento da sede da Coordenação de Táxi e Transportes Especiais (Cotae). Esta é mais uma repetição de um cenário já conhecido pelos taxistas de Salvador, que mais uma vez são impedidos de resolver suas pendências devido à mobilização dos servidores. A última paralisação ocorreu recentemente, no dia 13 de junho, e agora, pouco mais de uma semana depois, a história se repete.

A situação recorrente levanta questões urgentes sobre a necessidade de uma intervenção da prefeitura junto à justiça para garantir que mobilizações como essas não impeçam o funcionamento de órgãos públicos essenciais. O usuário, em especial os taxistas que dependem dos serviços da Cotae, não pode continuar sendo penalizado por demandas internas dos servidores.

Servidores fecham a Cotae
Apesar da imagem distorcida, é possível notar os servidores mobilizados na sede da Coate – Foto: Divulgação

Além das paralisações, a Cotae já vinha enfrentando problemas de infraestrutura que comprometem ainda mais o atendimento aos taxistas. A falta de vigilância tem resultado em furtos frequentes de cabos de energia e equipamentos, obrigando o órgão a fechar repetidamente suas portas. Esses incidentes não apenas prejudicam o serviço, mas também geram custos adicionais para o contribuinte, que precisa arcar com a reposição dos itens furtados.

Denis Paim, presidente da Associação Geral dos Taxistas (AGT), criticou duramente a situação: “É inadmissível que os taxistas sejam prejudicados de forma tão constante. As paralisações, somadas aos problemas de infraestrutura, mostram uma falta de gestão e de responsabilidade com o dinheiro público. Precisamos de uma solução urgente para que os serviços da Cotae sejam retomados de forma plena e contínua.”

Diante de tantos desafios, é claro que a situação da Cotae exige uma resposta imediata das autoridades municipais. Medidas judiciais para impedir o fechamento do órgão durante mobilizações e investimentos em segurança para evitar furtos são passos fundamentais para garantir que os taxistas de Salvador possam contar com um serviço público eficiente e de qualidade. Enquanto isso, a categoria aguarda ansiosamente por uma solução que ponha fim a essa série de interrupções e problemas.

(Visitas totais 697)

Compartilhe

Uma resposta

  1. incrível como sempre nós períodos de festas a cotae sempre tem assembleia mobilização reenvidicacao
    depois vem as preceguidos contra os taxistas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se em nossa Lista de Transmissão

Siga nossas Redes Sociais

Siga nossas Redes Sociais