Mais resultados

Generic selectors
Somente correspondências exatas
Pesquisar no título
Pesquisar no conteúdo
Post Type Selectors
post

Desenbahia segue analisando pedidos de renegociação contratual do Protáxi

Taxistas inadimplentes com a Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia) podem procurar a instituição para tentar renegociar seu contrato com o Programa de Renovação da Frota de Táxis (Protáxi). Por conta da crise provocada pela pandemia da covid-19, a Agência continua aberta a renegociações das parcelas em atraso, embora isso não seja uma campanha oficial do órgão.

Até o final de 2020, a Desenbahia vinha lançando campanhas de renegociação de contratos do Protáxi. Diversos taxistas baianos foram forçados a renegociar suas parcelas por causa da crise gerada pelo novo coronavírus.

Ultimamente, o jornal tem recebido perguntas de taxistas interessados em saber se a Agência de Fomento da Bahia irá lançar uma nova campanha de renegociação de contrato.

De acordo com a diretoria do órgão, embora não haja nenhuma campanha de renegociação oficial em curso, a Agência está aberta a avaliar a situação contratual de cada taxista, visando flexibilizar o que for possível para que o profissional consiga honrar com os vencimentos.

“No caso de alguém solicitar uma negociação, a gente vai fazer uma análise apurada. Ano passado chegamos a ficar de seis a nove meses sem cobrar e jogamos os juros pro final. Tivemos que adicionar os juros contratuais nas parcelas jogadas pra frente, isso fez com que as prestações aumentassem um pouco de valor. Agora, pra evitar isso, se fizermos alguma negociação, iremos aplicar os juros somente do período de carência pra que a prestação não sofra tanto, ou seja, vamos cobrar os juros somente da carência. Mas é preciso que fique claro, que não é uma campanha, vamos analisar caso a caso como fazemos com todos os clientes, microempresas, taxistas, etc.”, explicou Agenor Martinelli, Gerente de Negócios da Desenbahia.

No último dia 24 de março, o presidente da Associação Geral dos Taxistas (AGT), Denis Paim, esteve no órgão e também ouviu a mesma informação em relação à situação da classe.

A solicitação pode ser feita por e-mail ([email protected]), por telefone (71) 3103-1003 ou presencialmente, desde que agendado previamente. Taxistas acima de 50 anos terão prioridade em caso de atendimento presencial das 8h30 às 9h30.

(Visitas totais 63)

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se em nossa Lista de Transmissão

Siga nossas Redes Sociais

Siga nossas Redes Sociais