Mais resultados

Generic selectors
Somente correspondências exatas
Pesquisar no título
Pesquisar no conteúdo
Post Type Selectors
post

Denis Paim licencia-se da presidência da AGT para disputa eleitoral de 2024

Denis Paim na Cotae
A decisão foi motivada pela necessidade de cumprir os prazos de desincompatibilização estabelecidos pela legislação eleitoral brasileira - Foto: Diculgação

No último dia 6, Denis Paim anunciou seu licenciamento da presidência da Associação Geral dos Taxistas (AGT) para lançar-se como pré-candidato pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) à campanha eleitoral de 2024 em Salvador. A decisão foi motivada pela necessidade de cumprir os prazos de desincompatibilização estabelecidos pela legislação eleitoral brasileira.

Regras Eleitorais e Desincompatibilização

As Eleições Municipais de 2024 serão realizadas em todo o país, exceto no Distrito Federal e no arquipélago de Fernando de Noronha (PE). O primeiro turno está marcado para o dia 6 de outubro, com o segundo turno, caso necessário, no dia 27 de outubro em municípios com mais de 200 mil eleitores.

A desincompatibilização é um requisito que visa assegurar a igualdade de condições entre os candidatos. Agentes públicos que ocupam determinados cargos devem afastar-se de suas funções dentro de prazos específicos antes do primeiro turno das eleições. No caso de Denis Paim, como representante de entidade de classe, a necessidade de afastamento ocorreu a três meses do pleito, no dia 6 de julho.

Medidas e Proibições Eleitorais

A partir do mesmo dia 6 de julho, entraram em vigor diversas proibições impostas aos agentes públicos para evitar qualquer favorecimento de pré-candidaturas. Entre as restrições, destaca-se a proibição de publicidade institucional que possa ser interpretada como promoção de candidatos. Tais medidas são essenciais para garantir uma disputa eleitoral justa e equilibrada.

Campanha e Propaganda Eleitoral

O dia 16 de agosto marca o início oficial da propaganda eleitoral, após o prazo de registro de candidaturas. Qualquer manifestação com pedido explícito de voto antes dessa data pode ser considerada irregular e sujeita a multa. Até lá, os pré-candidatos podem se dedicar à organização de suas campanhas e articulação política sem a promoção direta de seus nomes junto ao eleitorado.

(Visitas totais 228)

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se em nossa Lista de Transmissão

Siga nossas Redes Sociais

Siga nossas Redes Sociais