Carnaval 2018: Aeroporto de Salvador, a “Casa de Noca”

  • Carnaval 2018: Aeroporto de Salvador, a “Casa de Noca”

    As imagens são claras e as denúncias não param de chegar, o aeroporto virou a “Casa de Noca”. Enquanto os táxis estão sendo ameaçados durante o trabalho, os clandestinos mostram que no aeroporto não existem regras, ou pelo menos para eles.

     

    A todo instante, um veículo particular, fazendo o transporte de passageiros irregularmente, embarca e desembarca em local proibido e os taxistas dizem que nada é feito pelas autoridades – Fotos: Divulgação

     

     

    aeroporto-2-v

     

     

    aeroporto-3-v

     

     

    Vários taxistas estão relatando que ao tentarem desembarcar os passageiros no andar superior do aeroporto, os agentes da Transalvador fazem pressão, ameaçam ou até notificam os profissionais, alegando que eles estão atrapalhando o trânsito no local.

     

    Já o transporte clandestino, pelo jeito, faz o que bem quer no terminal aéreo de Salvador. Pelo menos é que se vê nas imagens. Ou parar pra embarcar passageiro embaixo da placa de proibido estacionar é permitido? É evidente que não.

     

    O que fica nítido nesta história é que o taxista não reclama à toa, mas com razão. As medidas adotadas pelo órgão de trânsito da capital baiana não têm sido as mesmas para ambos.

    Share on Facebook

    Deixe um comentrio

    Required fields are marked *